Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > Legislativo autoriza criação do Instituto de Educação e Cultura de Parauapebas
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Vereadora Ciza propõe título de Cidadão Honorário a Girlan Pereira

O Projeto de Decreto Legislativo n° 35/2020, de autoria da vereadora Francisca Ciza (PP), que concede o título de Cidadão Honorário de Parauapebas a Girlan Pereira da Silva, atuante no movimento estudantil e na defesa dos povos indígenas, foi aprovado na sessão da Câmara Municipal desta terça-feira (15).

  • Publicado: Quarta, 16 de Dezembro de 2020, 14h50

Francisca Ciza - PP

O referido título, que é concedido a pessoas que tenham prestado relevantes serviços ao município, será entregue a Girlan em sessão solene que será realizada às 18 horas desta quarta-feira (16), na Câmara Municipal.

História
Girlan Pereira da Silva começou sua atuação social no movimento estudantil na luta por educação pública de qualidade. Acumulou experiências no movimento comunitário e cultural, tendo também se empenhado com a causa dos povos indígenas.

Girlan já atuou como conselheiro escolar, presidente e diretor de vários grêmios estudantis, assessor estudantil na União Municipal dos Estudantes de Parauapebas (Umespa), diretor na União Geral dos Estudantes do Sul e Sudeste do Pará (Ugesp) e colaborador na União Geral dos Estudantes Paraenses (UGE).

Protagonizou a luta em prol da universidade pública em Parauapebas (implantação da Unifesspa, construção da Ufra e implantação do IFPA). Militou no movimento juvenil conhecido por União da Juventude do Campo e da Cidade, marchou no Grito dos Excluídos, participou de diversas conferências de juventude, sendo eleito o primeiro delegado Nacional de Juventude da região de Carajás.

Girlan atuou também como 1° coordenador municipal da juventude de Parauapebas em 2011, sendo um dos responsáveis pela elaboração da legislação municipal sobre políticas juvenis. Foi responsável pela implantação do Projovem Urbano e Projovem Campo (Saberes da Terra) em Parauapebas, atuando também como professor.

O jovem tem vivência com indígenas de várias etnias, sempre participou de conferências e eventos de debates sobre os direitos indígenas e atualmente exerce a função de coordenador de Relações Indígenas junto ao Departamento de Relações Indígenas do Município de Parauapebas, lugar que ocupa por indicação das comunidades Xikrin em 2013 e também em 2019.

Durante a atuação nas questões indígenas, Girlan trabalhou pela criação do Setor Escolar Indígena, pela realização dos Jogos Tradicionais Indígenas Xikrin, apoiou nas festividades do Dia do Índio e tem discutido a importância do incentivo à agriculta e piscicultura, além da aproximação da Secretaria Nacional da Saúde Indígena, visando a implantação da Casa de Saúde Indigena (Casai).

Atualmente, Girlan é coordenador especial de Trabalho, Emprego e Renda de Parauapebas.

Texto: Nayara Cristina / Revisão: Waldyr Silva /  Foto: Kleyber de Souza (AscomLeg)

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página